• (61) 3224-4205
  • (61) 3963-7515

Diretor de Previdência intensifica articulação no Senado

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

O Diretor de Previdência da Anape e presidente da Apesp, Marcos Nusdeo, continuou na quinta-feira (19/9), no Senado Federal, o trabalho para aprimorar o texto da PEC 6/2019. O relator da proposta, senador Tasso Jereissati (PSDB-CE), leu, na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania, o parecer com a análise das 77 emendas à Reforma da Previdência, apresentadas em Plenário.

Nos últimos três dias, Nusdeo intensificou o corpo a corpo com parlamentares. Os destaques foram as conversas com os Senadores Major Olímpio (SP), líder do PSL, Otto Alencar (BA), líder do PSB, José Serra (PSDB/SP), Plínio Valério (PSDB/AM), Flávio Arns (REDE/PR), Eduardo Girao (PODEMOS/CE), Oriovisto Guimarães (PODEMOS/PR), dentre outros. “Continuamos na luta por essa justíssima causa. E lutaremos até o último momento”, enfatizou. O Diretor de Previdência esteve acompanhado da Tesoureira Geral do SINDIPROESP, Ana Cristina Leite Arruda.

A expectativa é que a votação na CCJ ocorra na próxima terça-feira (24), conforme calendário pré-estabelecido. De acordo com a Agência Senado, a previsão é que a discussão se prolongue pela tarde, mas que o texto seja entregue para debate em Plenário no mesmo dia.

No relatório, Jereissati acatou apenas uma emenda supressiva e corrigiu a redação do trecho que inclui os informais entre os trabalhadores de baixa renda que terão acesso ao sistema especial de inclusão previdenciária, com alíquotas favoráveis.

A emenda acatada pelo relator foi apresentada pelo senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG), com atuação direta da Apeminas, e suprime trecho da PEC 6/2019 que prejudicaria a garantia de aposentadoria integral para o servidor que tenha ingressado na carreira antes de 2003 e cuja remuneração seja composta de vencimento e gratificação de desempenho.

Confira a íntegra do parecer.

*Com informações da Apesp e Agência Senado