• (61) 3224-4205
  • (61) 3963-7515

Grandes nomes da Advocacia Pública são homenageados pela Anape e Apesp no Congresso dos Procuradores

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Ciente que valorizar seu passado é ter visão de futuro, a organização do 43º Congresso Nacional de Procuradores dos Estados e do DF homenageou grandes nomes da Advocacia Pública durante o seu último dia de atividades. O presidente da Anape, Telmo Lemos Filho, e o presidente da APESP, Marcos Nusdeo, entregaram placas comemorativas a personalidades que valorizaram, através de irretocáveis carreiras, a Advocacia Pública brasileira.

O presidente da Anape, Telmo Filho, enalteceu o trabalho desempenhado pelos homenageados em funções nas Procuradorias ou em outros órgãos, sempre prestando valorosos serviços à sociedade. “Temos a história da nossa carreira e das 43 edições do Congresso Nacional dos Procuradores dos Estados e do DF aqui recebendo essa singela homenagem. É muito gratificante para a Anape participar desse momento e homenagear pessoas que se destacaram e foram tão importantes em todas as conquistas que tivemos. E a nossa sincera homenagem sincera aqueles que tanto contribuíram”.

Foram homenageadas as seguintes personalidades:

O procurador do Estado de São Paulo aposentado Armando Marcondes Machado Jr, o Armandinho, ingressou na PGE-SP em 1956. Foi presidente da APESP por quatro mandatos e organizador do 1º Congresso Nacional de Procuradores dos Estados e do DF, em 1969.

A procuradora do Estado de São Paulo Berenice Giannella, que ingressou na PGE-SP em 1987, exerceu o cargo de subprocuradora geral da Área da Assistência Judiciária e foi Presidente da Fundação CASA por 12 anos (2005 a 2017). Nesse cargo remodelou profundamente a Instituição e teve influência na mudança da história no atendimento à adolescentes em conflito com a lei em São Paulo, fato reconhecido pelo CNJ e CNMP.

O advogado e ex-procurador do Estado Eurico Souza Leite Filho integrou a PGE-SP de 1990 a 2004. Seu trabalho nas entidades de classe (Tesoureiro da APESP e Vice-presidente da ANAPE) e a consequente atuação no Congresso Nacional possibilitaram enormes melhorias nas Emendas Constitucionais 19 e 20, ambas de 1998.

O procurador do Estado da Bahia aposentado, Evandro Dias Costa ajudou a construir a história dos Congressos Nacionais de Procuradores do Estado ao participar de todas as suas 42 edições, o mais longevo da área jurídica, sempre contribuindo para o engrandecimento da Advocacia Pública.

Eleita em junho deste ano para a Comissão Interamericana de Direitos Humanos (2018-2021), a procuradora do Estado de São Paulo Flávia Piovesan ingressou na PGE-SP em 1991. É professora doutora da PUC-SP nas disciplinas de Direitos Humanos e Direito Constitucional e é a atual Secretária Especial de Direitos Humanos.

Renomado doutrinador, o procurador do Estado de São Paulo aposentado José Afonso da Silva foi assessor na Assembleia Nacional Constituinte, instalada em 1987, quando atuou decisivamente para a atual formatação constitucional e institucional das Procuradorias. Ingressou na PGE-SP em 1962.

A procuradora do Estado de São Paulo Maria Sylvia Zanella di Pietro ingressou na PGE-SP em 1970. Professora Titular aposentada do curso de Graduação em Direito da Universidade de São Paulo (USP), é atualmente professora de Direito Administrativo do Programa de Pós-Graduação em Direito da USP.